TUTORIAL PARA PARAR DE VIVER O PASSADO

"Chega de chorar o leite derramado" é um ditado antigo que contém muita sabedoria. O que fazer com o copo derrubado e com o leite desperdiçado? Conformar-se com a bagunça? Esperar que alguém limpe? Sentir-se culpado pela bagunça pensando "eu sou um desastre em pessoa"? Ou arregaçar as mangas, encarar a sujeira e encher o copo com outra coisa? Não deixe que seu passado te impeça de ficar presente e condicione seu futuro. Inspire-se nas próximas linhas a superar a história que sua cabeça insiste em te contar...

Continuar lendo TUTORIAL PARA PARAR DE VIVER O PASSADO

COMO NÃO ME CONTAMINAR COM A DOR DO OUTRO

Durante o velório do meu tio, eu fui até a minha prima, sua filha, e dei um abraço apertado. Até aquele momento, ela estava tentando ser forte para sua mãe, mas quando nos abraçamos, ela desabou. Seu pranto era tão desesperador e avassalador, que eu senti sua dor aguda. Ali, era como se fôssemos uma só pessoa, compartilhando aquela tristeza - mesmo meu tio não sendo tão próximo a mim. Provavelmente passava filme na cabeça dela, com todos os momentos que ela não teria mais com ele - e eu imaginei seu filme na minha cabeça. Não consegui falar nada a não ser: tá doendo muito, né? Fui totalmente contaminada pela emoção.

Continuar lendo COMO NÃO ME CONTAMINAR COM A DOR DO OUTRO

VOCÊ TEM A SÍNDROME DO IMPOSTOR?

Quando alguém te elogia, você reconhece suas qualidades ou acha que a outra pessoa está exagerando e não te conhece muito bem? Às vezes você se sente uma fraude, como se as pessoas fossem descobrir que você não é aquilo que elas pensam? Você acha que tudo aquilo que você conquistou é fruto do seu esforço ou fruto da sorte, acaso, somente de Deus ou de algum outro fator? Você sofre da síndrome do impostor?

Continuar lendo VOCÊ TEM A SÍNDROME DO IMPOSTOR?

TESTE: QUAL É A SUA LINGUAGEM DO AMOR?

Quando você pensa em comunicação, o que te vem à mente? Talvez expressar seus pensamentos através das palavras? Sim, essa é uma das formas de comunicarmos o que racionalizamos e sentimos - mas não é a única. Segundo Gary Chapman, existem 5 maneiras das pessoas expressarem e compreenderem o amor. O que acontece é que é difícil um casal e uma família terem a mesma linguagem para expressar seu afeto. Quando esses desentendimentos acontecem, é como se a comunicação não cumprisse seu propósito, porque, para a outra pessoa, estamos falando uma língua estranha. Mas calma: assim como somos capazes de aprender idiomas diferentes, podemos aprender a expressar o amor em linguagens diferentes.

Continuar lendo TESTE: QUAL É A SUA LINGUAGEM DO AMOR?

A FALTA DE AMOR PRÓPRIO REFLETE NA FALTA DE LIMITES NOS RELACIONAMENTOS

É um ciclo: fico com medo de dizer "NÃO" ou medo de defender minha opinião, porque fico insegura com o que outras pessoas podem pensar de mim, ou de até não me aceitarem. Para evitar brigas e o sentimento de culpa por alguém amado se chatear, eu ignoro minhas vontades e até meus valores, porque "é mais importante ter paz, do que ter razão". Você se identificou com esse discurso ou conhece alguém que age assim? Toda essa insegurança e dificuldade em estabelecer limites em algumas (ou muitas) relações pode indicar uma falta de amor próprio. Mas calma: nunca é tarde para resgatar sua relação consigo mesm@!

Continuar lendo A FALTA DE AMOR PRÓPRIO REFLETE NA FALTA DE LIMITES NOS RELACIONAMENTOS