A FALTA DE AMOR PRÓPRIO REFLETE NA FALTA DE LIMITES NOS RELACIONAMENTOS

É um ciclo: fico com medo de dizer "NÃO" ou medo de defender minha opinião, porque fico insegura com o que outras pessoas podem pensar de mim, ou de até não me aceitarem. Para evitar brigas e o sentimento de culpa por alguém amado se chatear, eu ignoro minhas vontades e até meus valores, porque "é mais importante ter paz, do que ter razão". Você se identificou com esse discurso ou conhece alguém que age assim? Toda essa insegurança e dificuldade em estabelecer limites em algumas (ou muitas) relações pode indicar uma falta de amor próprio. Mas calma: nunca é tarde para resgatar sua relação consigo mesm@!

Continuar lendo A FALTA DE AMOR PRÓPRIO REFLETE NA FALTA DE LIMITES NOS RELACIONAMENTOS

A HISTÓRIA DA EMPATIA

Sempre me pergunto qual é a matéria-prima da natureza humana. Quando penso nas guerras até as brigas mesquinhas de família, enxergo um egoísmo enraizado nas nossas atitudes... já quando penso em atos heroicos de pessoas que sacrificam suas vidas por desconhecidos ou por mães que deixam de comer para alimentarem seus filhos, enxergo a empatia e o amor genuíno em nossa essência. E foi então que, aproveitando minha formação de Bióloga e minha curiosidade sobre as relações humanas, resolvi estudar e contar um pouco sobre a história da empatia. Essa é uma história sobre todos nós.

Continuar lendo A HISTÓRIA DA EMPATIA